Investimento estrangeiro é de US$ 2,5 bilhões em outubro, queda de 20,5% em relação ao ano passado

·1 min de leitura

BRASÍLIA — O Banco Central (BC) registrou entrada de US$ 2,5 bilhões em Investimento Direto no País (IDP) em outubro, número 20,5% menor do que o mesmo mês de 2020, quando o IDP foi de US$ 3,1 bilhões.

O número também veio abaixo da projeção do BC divulgada no mês passado. Na época, a instituição estimava um IDP de US$ 3,9 bilhões.

O resultado foi influenciado principalmente por uma entrada de US$ 3 bilhões em participações de capital e uma saída de US$ 547 milhões em operações intercompanhia.

O IDP engloba investimentos duradouros no país, como a expansão da capacidade produtiva de uma fábrica ou investimentos em uma nova filial de uma empresa estrangeira. Por isso, depende que os investidores tenham segurança no momento de tomar as decisões.

Na semana passada, o Banco Central revisou sua projeção de IDP para este ano de US$ 55 bilhões para US$ 52 bilhões. Até o mês de outubro, o acumulado foi de US$ US$ 49,2 bilhões. Para 2022, a expectativa é, novamente, de US$ 55 bilhões.

Já os investimentos no mercado financeiro, que são mais voláteis e seguem as incertezas e seguranças do momento, tiveram entrada de US$ 1,5 bilhão em outubro. Foram US$ 655 milhões em ações e fundos de investimento e US$ 802 milhões em títulos de dívida. Nos doze meses terminados em outubro, o resultado é de US$ 38 bilhões.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos