Investir no próprio negócio vira principal motivo para refinanciar imóvel, diz fintech

·1 min de leitura

A principal razão para as pessoas recorrerem ao home equity — modalidade de empréstimo com garantia de imóvel — de janeiro a novembro de 2021 foi investir no próprio negócio, com 24% das pessoas respondendo esse item, diz um estudo da Creditas, fintech especializada em busca por empréstimos. A aquisição de bens foi o segundo maior motivo para os empréstimos, representando 23% das intenções dos pedidos.

O dado revela uma mudança em relação ao que se viu em 2020. Naquele ano, o pagamento de dívidas havia liderado com folga o ranking, com 37% das respostas, seguido por 18% dos que pegaram empréstimo com a intenção de investir no próprio negócio. Segundo a fintech, o home equity teve um aumento de 63,65% nas buscas quando comparado o período de janeiro a novembro entre 2020 e 2021.

O levantamento ainda aponta que o cenário mudou nos meses de novembro e dezembro de 2021. Os maiores motivadores para tomada de crédito foram para empreender, com 24%, seguido de 21% para reformar a casa e 19% para pagamento de dívidas.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos