Ipec em Minas Gerais: Zema oscila para baixo, mas ainda venceria Kalil em 1º turno

Kalil e Zema
Kalil e Zema

Pesquisa Ipec, realizada em entrevistas pessoais, contratada pela TV Globo e divulgada nesta terça-feira (20), aponta que o atual governador e candidato à reeleição Romeu Zema (Novo) segue liderando a disputa para o governo de Minas Gerais. Ele oscilou de 47% no levantamento anterior, do dia 6 de setembro, para 46% das intenções de voto na nova pesquisa.

Levando em conta apenas os votos válidos, Romeu Zema tem 54,7%, o que lhe garantiria a vitória em primeiro turno. Segundo a Lei das Eleições do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), para vencer sem necessidade de 2º turno o candidato precisa ter 50% dos votos válidos mais 1.

Os votos válidos não levam em conta brancos e nulos.

Já o ex-prefeito de Belo Horizonte Alexandre Kalil (PSD), que está em segundo lugar, oscilou negativamente de 31% para 29% no cenário estimulado, ou seja, quando os eleitores recebem uma lista com os nomes dos candidatos. A margem de erro da pesquisa é de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

Na sequência aparecem empatados tecnicamente dentro da margem de erro: Carlos Viana (PL), que teve 4%, Cabo Tristão (PMB), Lorene Figueiredo (PSOL), Marcus Pestana (PSDB), Renata Regina (PCB) e Vanessa Portugal (PSTU), com 1% cada. Viana oscilou positivamente de 2% para 4%, assim como Cabo Tristão passou de 0% para 1%. Os demais candidatos ficaram estáveis na comparação entre os dois levantamentos.

Veja as últimas pesquisas eleitorais para presidente:

As candidatas Indira Xavier (Unidade Popular) e Lourdes Francisco (PCO) não pontuaram, bem como na pesquisa anterior.

A pesquisa ouviu 2.000 eleitores de Minas Gerais entre os dias 14 e 20 de setembro. A confiabilidade, segundo o instituto, é de 95%. A pesquisa foi registrada no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) sob o número MG-03406/2022.

O Ipec foi fundado em fevereiro de 2021 por ex-executivos do Ibope, que encerrou suas atividades em janeiro por conta do fim de um acordo de licenciamento da marca após 79 anos. O Ipec aborda entrevistados em suas casas, localizadas em áreas estabelecidas conforme distribuição do eleitorado brasileiro.

Cenários de primeiro turno

Cenário 1: Estimulada

  • Romeu Zema (Novo): 46%

  • Alexandre Kalil (PSD): 29%

  • Carlos Viana (PL): 4%

  • Cabo Tristão (PMB): 1%

  • Lorene Figueiredo (PSOL): 1%

  • Marcus Pestana (PSDB): 1%

  • Renata Regina (PCB): 1%

  • Vanessa Portugal (PSTU): 1%

  • Brancos e nulos: 6%

  • Não souberam: 11%

A pesquisa também testou um cenário espontâneo, ou seja, quando os eleitores indicam em quem pretendem votar sem a apresentação prévia dos nomes.

Zema segue à frente de Kalil, com 34% e 20%, respectivamente. Em relação ao levantamento anterior, o atual governador oscilou de 32% para 34%, e o ex-prefeito de BH manteve a mesma pontuação.

Cabo Tristão (PMB), Indira Xavier (UP), Lourdes Francisco (PCO), Marcus Pestana (PSDB), Renata Regina (PCB) e Vanessa Portugal (PSTU) não pontuaram.

Cenário 2: Espontânea

  • Romeu Zema (Novo): 34% (32% no levantamento anterior)

  • Alexandre Kalil (PSD): 20% (20% no levantamento anterior)

  • Carlos Viana (PL): 3% (1% no levantamento anterior)

  • Lorene Figueiredo (PSOL): 1%

  • Outras respostas: 1%

  • Em branco/nulo/nenhum: 8%

  • Não sabe/Não respondeu: 32%

Cenário de segundo turno

O Ipec também testou um cenário de possível segundo turno entre Zema e Kalil. A pesquisa mostrou que o atual governador oscilou para cima (de 52% para 53%) enquanto o adversário oscilou para baixo (de 34% para 33%).

  • Romeu Zema (Novo): 53%

  • Alexandre Kalil (PSD): 33%

  • Em branco/nulo/nenhum: 8%

  • Não sabe/Não respondeu: 7%

Votos válidos:

  • Romeu Zema (Novo): 54,7%

  • Alexandre Kalil (PSD): 34,5%

da Folhapress