Ipespe: 56% desaprovam indulto concedido por Bolsonaro a Daniel Silveira

RIO — Uma pesquisa Ipespe publicada nesta sexta-feira apontou que 56% dos entrevistados desaprovam o indulto concedido pelo presidente Jair Bolsonaro (PL) ao deputado federal Daniel Silveira (PTB-RJ). Já 29% dos ouvidos pelo pelo levantamento aprovaram a atitude do chefe do Executivo.

Silveira foi condenado pelo Supremo Tribunal Federal (STF) a 8 anos e 9 meses de prisão, além da perda do mandato e dos direitos políticos, por fazer ameaças e incitar violência contra ministros da Corte.

Outros 15% não responderam ao questionamento. A pesquisa também perguntou se o perdão concedido por Bolsonaro ao parlamentar impactava a intenção de voto no candidato do PL. 35% responderam que o ato diminui a chance de votar no presidente; 31% afirmaram que a intenção não foi alterada; e 20% disseram a preferência pelo presidente aumentou.

A margem de erro do levantamento é de 3,2 pontos percentuais. Foram realizadas mil entrevistas nos dias 2, 3 e 4 de maio.

O indulto presidencial a Silveira provocou uma crise entre os poderes em Brasília. A medida de Bolsonaro foi vista como uma provocação ao STF e voltou a tensionar a relação do chefe do Executivo com o Tribunal.

Segundo publicou O GLOBO, Bolsonaro tem usado o caso do deputado Daniel Silveira para reorganizar a militância, exibir apoio na Câmara e usar o embate com ministros do Supremo como palanque para sua campanha à reeleição.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos