Irã diz que estoque de urânio enriquecido a 60% chega a 25kg

·1 min de leitura
Bandeira do Irã em Viena

(Reuters) - O Irã aumentou seu estoque de urânio enriquecido a 60% para 25 quilos, noticiou a mídia estatal nesta sexta-feira, o que pode aumentar as complicações que assolam os esforços para ressuscitar o acordo nuclear de 2015 entre o país e potências mundiais.

As negociações devem ser retomadas em 29 de novembro em Viena, mas potências ocidentais dizem que o enriquecimento de urânio acelerado do Irã, que se aproxima do grau de uso em armas e viola limites estabelecidos pelo pacto desde que os Estados Unidos do então presidente Donald Trump se desligaram dele em 2018, está diminuindo as chances de salvá-lo.

"Até agora, produzimos 25 quilos de urânio a 60%, o que, exceto por países com armas nucleares, nenhum outro país é capaz de produzir", disse Behrouz Kamalvandi, porta-voz da Organização de Energia Atômica do Irã, segundo citações da mídia estatal.

O Irã nega buscar armas nucleares, dizendo que está refinando urânio somente para fins civis de geração de energia, e afirma que suas violações são reversíveis se os EUA suspenderem as sanções e voltarem ao acordo.

Em abril, a agência nuclear da Organização das Nações Unidas (ONU) disse que o Irã iniciou o processo de enriquecer urânio a 60% de pureza físsil na usina nuclear de superfície de Natanz, confirmando comunicados prévios de autoridades iranianas.

Em junho, o regime disse ter produzido 6,5 quilos de urânio enriquecido a mais de 60%.

O acordo nuclear limita a 3,67% o grau de pureza de refinamento de urânio do Irã, o nível adequado à geração de energia para fins essencialmente civis --bem menos do que os 20% alcançados antes do pacto de 2015 e muito abaixo dos 90% adequados a uma arma nuclear.

(Da redação de Dubai)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos