Irã enforca 16 rebeldes em represália pela morte de policiais

RIO - Dezesseis rebeldes foram enforcados no Irã em retaliação pela morte de pelo menos 14 policiais de fronteira em uma emboscada, informaram as agências de notícia do país.

Os rebeldes tinham "ligação com grupos hostis ao regime", teria dito o promotor da província Sistão-Baluchistão.

Eles foram enforcados em uma prisão situada em Zahedan, ao nordeste de Saravan, onde as mortes dos policiais ocorreram durante a noite.

Não ficou claro que tipo de ligação que os enforcados teriam com o ataque na fronteira. Relatos sugerem que eles poderiam ter sido julgados e condenados, mas as suas execuções foram antecipadas após a emboscada.

O ataque, ocorrido na noite desta sexta-feira em uma região montanhosa fora de Saravan, na fronteira sul com o Paquistão, foi atribuído pelo parlamentar Hedayatollah Mirmoradzehi a "guerrilhas antirrevolucionárias".

Relatos de que um grupo chamado Jeish al-Adl teria reivindicado responsabilidade não "foram confirmados", disse o parlamentar.

Carregando...

YAHOO NOTÍCIAS NO FACEBOOK

Siga o Yahoo Notícias