Irã informou à AIEA que planeja enriquecer urânio a 20%, diz embaixador russo

·1 minuto de leitura
.

VIENA (Reuters) - O Irã disse ao regulador nuclear da ONU que pretende enriquecer urânio ao nível de até 20% de pureza, um patamar que havia alcançado antes de seu acordo de 2015 com grandes potências mundiais e mais alto do que os 4,5% que tem enriquecido recentemente, disse o embaixador russo na agência.

"O diretor-geral da #AIEA reportou ao Conselho de Governadores (AIEA)... a intenção de #Teerã de começar a enriquecer a até 20%", disse o embaixador russo na Agência Internacional de Energia Atômica, Mikhail Ulyanov, no Twitter, nesta sexta-feira, referindo-se ao diretor-geral da AIEA, Rafael Grossi.

Um diplomata que fica em Viena confirmou que houve um relatório da AIEA aos Estados-membros dizendo isso, mas não quis dar detalhes. A AIEA não estava imediatamente disponível para comentários.

O acordo de 2015 entre o Irã e as grandes potências para reduzir suas atividades nucleares diz que o país só pode enriquecer até o nível de 3,67%, muito abaixo dos 90% necessários para desenvolver armamentos.

(Reportagem de François Murphy)