Irã se prepara para retomada das atividades apesar da crise sanitária

Iraniana com máscara em Teerã

Irã se prepara para uma retomada em diferentes setores, afirmou nesta quarta-feira (29) o presidente Hassan Rohani, que pediu para que as pessoas sigam as instruções médicas devido à pandemia de COVID-19.

"Devido à incerteza sobre o fim deste vírus, estamos nos preparando para o trabalho, para a atividade e a ciência", disse o presidente iraniano.

"Devemos seguir todas as instruções médicas, mas o trabalho e a produção são tão essenciais como estas precauções", acrescentou em um conselho de ministros televisionado, sem dar mais detalhes sobre datas e modalidades da retomada.

O estado permitiu a reabertura gradual dos comércios desde 11 de abril e suspendeu as restrições de viagens internas que foram estabelecidas para conter a propagação do vírus.

No entanto, escolas, universidades, mesquitas, santuários xiitas, cinemas e estádios permanecem fechados em todo o Irã.

O Ministério da Saúde anunciou nesta quarta-feira 80 novas mortes por COVID-19, aumentando para 5.957 o número de mortos pela pandemia.

Segundo o porta-voz do ministério, Kianuche Jahanpur, nas últimas 24 horas foram detectados 1.073 novos casos da doença. Em sua coletiva de imprensa diária televisionada, Jahanpour informou também que um total de 93.657 pessoas foram infectadas, das quais 73.791 se recuperaram após hospitalização.