Iraque apresenta queixa na ONU contra a Turquia por bombardamento no Curdistão

O Iraque apresentou queixa contra a Turquia ao Conselho de Segurança das Nações Unidas, pedindo uma reunião de emergência por causa do bombardeamento a meio da semana nas montanhas da região de Zarkho, no território autónomo do Curdistão iraquiano.

A Turquia rejeitou de pronto responsabilidades no ataque, uma vez mais, este sábado, apontado a Ancara e condenado pelos chefes dos governos iraquiano e curdo, respetivamente Masrour Barzani e Mustafa Al-Kadhimi, que se reuniram em Bagdade para estreitar a cooperação bilateral em termos de segurança, economia e energia.

O bombardeamento de quarta-fira resultou no impacto de pelo menos quatro projéteis, atingiu uma estância turística nas montanhas curdas, matou nove turistas iraquianos, incluindo uma criança, e feriu mais vinte pessoas.

A Turquia tem várias bases militares no norte do Iraque e costuma realizar operações naquele território, garantindo ter no alvo apenas militantes do Partido dos Trabalhadores do Curdistão, o PKK, uma organização reconhecida como terrorista.

Este último ataque atribuído à Turquia, a confirmar-se, foi o primeiro no território do Curdistão iraquiano, adianta a Associated Press, em que morreram turistas iraquianos de visita ao norte do país,

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos