Irlanda impõe preço mínimo para bebidas alcoólicas a fim de reduzir consumo de jovens

·2 min de leitura

Uma nova lei na República da Irlanda, em vigor a partir desta terça-feira (4), determina que uma garrafa de vinho não pode custar menos de €7,40 (o equivalente a R$ 47) e uma lata de cerveja, €1,70 (R$ 10) em supermercados e lojas especializadas.

O governo irlandês defende a legislação como uma medida de saúde pública. A medida visa coibir também o consumo desenfreado ("binging") de álcool por jovens.

Segundo números do órgão irlandês de assuntos alfandegários, o consumo de álcool puro no país foi de 10,07 litros por pessoa em 2020. Isso equivale a 116 garrafas de vinho ou mais de 250 litros de cerveja por ano por pessoa.

A quantidade foi apenas 6,6% menor do que no ano anterior, apesar do fechamento de bares e restaurante durante a maior parte de 2020, por causa das restrições ligadas à pandemia.

Um estudo realizado em 21 países europeus mostra que a Irlanda foi um dos apenas dois países onde o consumo de bebidas alcoólicas não seguiu a tendência de baixa durante a primeira fase de restrições, no primeiro semestre de 2020.

Outra pesquisa, divulgada em junho de 2021 pelo governo, revela que mais mulheres do que homens disseram ter aumentado a ingestão de álcool durante o início da pandemia (28% e 22%, respectivamente).

Os preços mínimos para bebidas alcoólicas devem ser adotados em lojas especializadas e supermercados. Uma garrafa de 700ml de gin ou vodca que custava cerca de €13, passa a €80 (R$ 512). Já uma garrafa de uísque deve ser vendida agora por pelo menos €20 (R$ 128), segundo a nova tabela.

Turismo etílico


Leia mais

Leia também:
Espanha: Ilhas Baleares proíbem turismo alcoólico
França: associações enfrentam lobby do vinho e lançam campanha que propõe um mês sem álcool
'Milícia da moral’ impede consumo de álcool nas ruas de Moscou e brigas fazem sucesso no Youtube

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos