"Irmã menor" da Estátua da Liberdade enviada da França para os EUA

·1 minuto de leitura
Uma maquete da Estátua da Liberdade, preservada no Musée des Arts et Métiers em Paris, começa sua jornada até a residência do embaixador da França nos Estados Unidos

Um modelo reduzido da Estátua da Liberdade preservada no Museu de Arts et Métiers de Paris iniciou, nesta segunda-feira (7), a jornada que a levará até a residência do embaixador da França nos Estados Unidos no dia 14 de julho.

A estátua de bronze de 2,83 m foi emprestada por dez anos à embaixada da França nos Estados Unidos pelo Conservatório Nacional de Artes e Ofícios (CNAM). Foi colocada no átrio do museu em 2011.

Um "hino à liberdade" e "reconhecimento da amizade franco-americana" explicam o envio, disse o administrador do CNAM, Olivier Faron, durante uma cerimônia para marcar o início da jornada da estátua.

A obra foi realizada pela Susse-Fondeur Art Foundry, a partir da digitalização em 3D da maquete de gesso de 1878 usada pelo escultor Auguste Bartholdi para construir a "Liberdade iluminando o mundo", a "grande irmã" oferecida pela França aos Estados Unidos em 1886 para comemorar o centenário da Independência, e que mais tarde se tornou um dos símbolos dos Estados Unidos.

A peça deixará o porto de Le Havre (norte da França) entre os dias 19 e 21 de junho, por via marítima.

A pequena estátua fará sua primeira parada em Nova York para ser exibida na Ilha Ellis, não muito longe da Ilha da Liberdade, onde reina sua irmã "maior", durante o feriado nacional dos Estados Unidos, em 4 de julho.

A viagem terminará com a inauguração da estátua no jardim da residência do embaixador da França nos Estados Unidos, no dia 14 de julho, dia do feriado nacional francês.

jnb/fmp/tes/fio/me/mb/jc

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos