Irmão de Alec Baldwin afirma que ator é o bode expiatório por suas opiniões políticas

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

O ator Daniel Baldwin saiu em defesa do irmão Alec Baldwin sobre o tiro acidental disparado durante as gravações do filme de faroeste "Rust" que levou à morte da diretora de fotografia Halyna Hutchins no fim de outubro. Daniel afirmou em entrevista nesta segunda-feira (15) ao programa de rádio "The Domenick Nati Show" que Alec não deveria assumir a culpa pelo incidente e que o irmão está sendo feito de bode expiatório por causa de suas opiniões políticas.

Segundo Daniel, Alec torna-se um alvo fácil por ser uma grande estrela. "Você sabe que Alec é conhecido, então vamos tomá-lo por suas opiniões políticas e as muitas, muitas coisas maravilhosas que ele fez por diferentes instituições de caridade, pessoas e sua esposa. Vamos ver se não podemos sensacionalizar isso e ir atrás de Alec", declarou o ator.

"É isso que ele enfrenta porque é teimoso e obstinado e tem opiniões realmente firmes sobre certas coisas e aquelas pessoas que não gostam dele vão se aproveitar dele e perseguir sua esposa. Ele é um alvo", acrescentou ainda, sem entrar nas opiniões políticas de Alec.

O ator de "Rust", no entanto, ficou conhecido por imitar o ex-presidente Donald Trump no programa de sucesso na TV americana "Saturday Night Live", endossando Barack Obama na época.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos