Irmão de Ludmilla deu soco em amigo após comentário racista contra a cantora

·2 min de leitura

Com dois episódios disponíveis no Globoplay e exibidos no Multishow, o documentário "Ludmilla: Rainha da Favela", lançado nesta segund-feira (15), acompanha Ludmilla no seu dia-a-dia e mostra os bastidores da carreira da artista ao longo de seis episódios. No primeiro, quem roubou a cena foi o irmão mais novo da cantora, Yuri. O menino contou que deu um soco em um amigo depois que ele fez um comentário racista com relação à sua irmã.

"Tinha um amigo meu, todo dia que eu ia na escola 'me dá um cd da sua irmã', falei com a minha irmã, ela autografou. Eu dei o cd para ele e ele falou 'nossa, eu não acho sua irmã bonita'. Tá bom, direito dele, mas não sei o que me deu que eu falei 'por que?' aí ele 'ah, porque ela é negra'. Aí eu olhei para trás, olhei para um lado, olhei para o outro, dei um soco na cara dele. Fui para a diretoria, chamaram minha mãe, mas minha mãe nem ligou. Ainda peguei o cd de volta, não sou trouxa", disse Yuri.

No Multishow, "Ludmilla: Rainha da Favela" vai ao ar após o TVZ Temporada Dilsinho. O documentário conta com a participação de amigos e familiares da artista, como a esposa Brunna Gonçalves, a mãe Silvana, a avó Vilma, os irmãos Luane e Yuri, os amigos Marcos e Renato Smith e o padrasto e diretor comercial Renatão.

No mês passado, Ludmilla e o Multishow se envolveram em um atrito. A cantora não gostou de ter ficado de fora da categoria de "Cantora do ano" do Prêmio Multishow. No Twitter, ela fez um desabafo, citou números de suas músicas e clipes e avisou que não vai participar da premiação neste ano: "Obrigada pelo convite, mas onde não sou bem vinda prefiro não estar só por educação", escreveu.

Momentos depois, o canal publicou uma declaração em seu perfil no Instagram. "Tivemos um papo há pouco com a Lud, numa escuta ativa, e entendemos seu posicionamento", diz o texto. A nota também afirma que pretende amplicar o conjunto de integrantes da Academia Prêmio Multishow, que elege os finalistas a serem escolhidos pelo público. "Temos consciência de que a luta pela diversidade deve ser diária e entendemos que precisamos estar ainda mais comprometidos com a causa. Assim, em conjunto, nos propusemos a criar um Coletivo ainda mais diverso, para somar ao trabalho que temos feito, contribuindo com as próximas edições do Prêmio Multishow", diz a nota.

O texto encerra com elogios à Ludmilla: "Ela sempre esteve e continuará presente em muitos dos nossos programas musicais, como TVZ e Música Boa Ao Vivo, além de transmissões ao vivo de grandes shows e festivais. Pois é sem dúvida uma das maiores cantoras da América Latina e temos uma admiração enorme pela artista que se tornou."

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos