Irmão não acredita que Meghan Markle luta contra problemas de saúde mental

·2 min de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Thomas Markle Jr, 55, irmão de Meghan Markle, 40, disse que "não acredita 100%" nas alegações dela de lutar contra problemas de saúde mental. Ele fez a afirmação para colegas de casa no Big Brother VIP da Austrália.

Meghan disse em entrevista à apresentadora americana Oprah Winfrey , em março, que ela "não queria mais estar viva", tinha pensamentos suicidas e não foi apoiada pela Família Real.

Mas falando com seus companheiros de casa do Big Brother enquanto era entrevistado pelos apresentadores do programa, Thomas discordou da afirmação de sua irmã e chocou os colegas de confinamento.

"Não acredito 100% nisso e não concordo com algumas das coisas na entrevista de Oprah [Winfrey], como não ter esses serviços disponíveis", disse Thomas.

Quando os colegas de casa começaram a ficar chocados, ele continuou com seus ataques a Meghan dizendo que "ela meio que sabia no que estava se metendo".

Thomas falou ainda que ela conseguiu um emprego para receber um salário de US$ 4 milhões (R$ 22 milhões) por ano para se curvar, fazer uma reverência, apertar as mãos, tirar fotos e fazer algum trabalho de caridade.

"Esse é o pedestal mais alto que você pode alcançar na vida. Portanto, faça o seu trabalho e não reclame sobre isso", afirmou o irmão da Duquesa.

Chocada, a colega de confinamento Jessika Power disse: "É muito mais difícil do que isso. Isso foi brutal. Desculpe, não gostei disso". Em seguida, Jessika brincou: "Levantem as mãos para ver se Tom vai ser o primeiro eliminado", antes de levantar a mão.

Esta não é a primeira vez que Thomas ataca publicamente sua meio-irmã. Em agosto deste ano, ele alegou que avisou a Harry que Meghan era "muito superficial e iria arruinar a vida dele". A duquesa de Sussex mantém uma relação atribulada com a família paterna.

Antes do casamento dela com o príncipe Harry, o irmão divulgou uma carta aberta direcionada ao filho de Charles e Diana. Ele afirmava que o enlace era "o maior erro na história dos casamentos reais" e que ainda havia tempo para cancelar o casamento.

"Ela não chama a própria família e convida completos estranhos", escreveu na ocasião. "Quem faz isso? O próprio pai dela não foi convidado, com quem ela deveria estar entrando na igreja. Ela esquece que, se não fosse pelo meu pai, ela estaria limpando mesas e sendo babá para pagar as dívidas."

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos