Irma repete "sina" de Madeleine em "Pantanal" e se desespera com parto

Irma ao lado de Filó e José Leôncio em
Irma ao lado de Filó e José Leôncio em "Pantanal" (Divulgação Globo)

Irma (Camila Morgado) passará por uma situação difícil nos próximos capítulos de "Pantanal". A carioca entrará em trabalho de parto, mas estará sem Trindade (Gabriel Sater), que abandonou a família por medo do que poderia acontecer caso permanecesse.

Com medo, Irma dirá a Filó (Dira Paes) que não tem condições de fazer o parto sozinha. "Quem tem Deus no coração nunca está sozinho", responderá a parceira de José Leôncio (Marcos Palmeira). Na hora que Filó sair do quarto, Irma fechará os olhos e sentirá a presença de Trindade. "Você não está sozinha, princesa. Ouve a minha voz", dirá o peão. Irma receberá a ajuda do amado, que fará o parto mesmo não estando mais fisicamente na fazenda.

A situação se assemelha ao drama vivido por Madeleine (Bruna Linzmeyer), irmã de Irma, na primeira fase de "Pantanal". A mãe de Jove deixou claro que só queria ter seu filho no Rio de Janeiro, com acompanhamento médico e a presença da família. Impedida por José Leôncio (Renato Góes), ela precisou ter o filho apenas com o apoio de Filó, já que o fazendeiro estava em comitiva e só retornou após o nascimento da criança.

Ritual controverso

Uma cena que causou polêmica na primeira fase da novela se repetirá na trama como uma tradição da família de José Leôncio. Logo após ter sua filha com a ajuda do Velho do Rio (Osmar Prado), Juma (Alanis Guillen) dará a criança nos braços do sogro para que ele leve a pequena para sua primeira cavalgada e seja batizada nas águas do rio.

A cena é uma repetição de um momento traumático para a mãe de Jove, Madeleine, na primeira fase de "Pantanal". Isolada na fazenda, com medo e sem a ajuda da família, que estava no Rio de Janeiro, Madeleine teve que dar à luz sem atendimento médico e sozinha. Quando José Leôncio retornou, ele pegou a criança no berço e, sem nenhuma explicação, cavalgou com um recém-nascido pela noite. Madeleine ficou apavorada, e jamais perdoou o então marido pelo fato.

Com outro histórico de vida e sem o contexto de Madeleine, Juma terá uma reação diferente, entregando a pequena Maria Marruá nas mãos do sogro de bom grado.