Irmão de petista assassinado vai se encontrar com Bolsonaro

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Presidente Bolsonaro irá receber irmão de petista assassinado na quarta-feira. (Foto: SERGIO LIMA/AFP via Getty Images)
Presidente Bolsonaro irá receber irmão de petista assassinado na quarta-feira. (Foto: SERGIO LIMA/AFP via Getty Images)
  • Encontro foi organizado pelo deputado Otoni de Paula

  • Irmão de petista assassinado irá a Brasília com a esposa

  • 'O presidente não quer fazer disso palco político', diz deputado

Um dos irmãos do tesoureiro do PT Marcelo Arruda, morto em Foz de Iguaçu por um bolsonarista durante sua festa de aniversário, terá um encontro em Brasília com o presidente Jair Bolsonaro (PL), na próxima quarta-feira (20).

O encontro, marcado para às 16h30 no Palácio do Planalto, é intermediado pelo deputado federal Otoni de Paula (MDB-RJ).

O deputado afirmou que participarão do encontro o irmão José Arruda e sua esposa. Segundo o parlamentar, ele mesmo está comprando as passagens.

De acordo com Otoni, não há previsão de encontros com a imprensa. “O presidente não quer fazer disso palco político. Quer apenas recebê-los e prestar solidariedade pessoalmente. Ele não fez e não poderá fazer com a esposa por motivos políticos, e não pessoais.”

Pró-Bolsonaro, irmão de petista morto diz que bolsonaristas chutaram assassino

Ao saber do assassinato de Marcelo Arruda, tesoureiro do PT em Foz do Iguaçu por um bolsonarista, o presidente Jair Bolsonaro (PL) criticou “petistas” por chutarem o assassino, Jorge Guaranho. A fala de Bolsonaro, no entanto, foi desmentida pelo irmão da vítima: os indivíduos filmados chutando o bolsonarista eram também apoiadores do presidente.

“O camarada que deu um chute no cara caído lá é um bolsonarista”, disse Luiz Arruda, irmão de Marcelo Arruda, em entrevista ao programa Fantástico, da TV Globo.

“Não era um ambiente só de petista, era um ambiente de aniversário. O tema meu irmão escolheu esse”, declarou o irmão. Ele foi o responsável por alugar o espaço, como um presente de aniversário para Marcelo.

No dia 12 de julho, Jair Bolsonaro afirmou: "O pessoal da festa, todos petistas, encheram a cara dele [Guaranho] de chute. Se esse cara morre de traumatismo craniano, esses petistas vão responder por homicídio", afirmou Bolsonaro em conversa com apoiadores no Palácio do Alvorada, em Brasília. O registro foi feito pelo portal UOL.

“Para os petistas, chute na cara de quem tá caído no chão é violência do bem”, acrescentou.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos