Isa Scherer revela anemia, pressão alta e crise de ansiedade pós-parto

Isabella Scherer na reta final da primeira gravidez. Foto: Leo Franco/AgNews
Isabella Scherer na reta final da primeira gravidez. Foto: Leo Franco/AgNews

Ainda no hospital, Isabela Scherer apareceu nos Stories do Instagram nesta sexta-feira (2) para dar detalhes das complicações pós-parto. A atriz, que deu à luz Mel e Bento, contou que teve anemia, pressão alta e crise de ansiedade. Antes do nascimento dos gêmeos, ela já tinha notado que não estava bem.

"As crianças estão ótimas, eu que fiquei 'meio zoada'. A gente marcou a cesárea na segunda-feira. Na madrugada de domingo para segunda, eu tive muito mal estar. Vomitei muito, comecei a passar mal e me senti estranha. Vim para a maternidade e estava com a pressão alta. A gente repetiu os exames e fui diagnosticada com pré-eclâmpsia. Aí marcamos a cesárea para o mesmo dia", explicou.

No vídeo, Isabella prometeu voltar para fazer um relato aprofundado sobre o parto. Antes disso, no entanto, ela preferiu adiantar alguns detalhes sobre a sua saúde. "No pós, a minha pressão subiu bastante. Demorei muito para me recuperar. Tive alguns picos de pressão no quarto e isso me deu crise de ansiedade. Tive que tomar remédios para acalmar e fiquei meio 'chapadona'. Mas estou conseguindo cuidar das crianças e amamentar", continuou.

A atriz também contou que está fraca e com dificuldade para levantar, pois teve anemia. Até aqui, ela já tomou duas bolsas de ferro. "Hoje está sendo o primeiro dia que estou conseguindo pelo menos ficar acordada", revelou.

O que é a pré-eclâmpsia?

De forma resumida, a pré-eclâmpsia é diagnosticada quando a gestante apresenta hipertensão arterial ou aumento da pressão já elevada, surgindo a partir da 20ª semana de gravidez. Além disso, a pré-eclâmpsia está ligada a um excesso de proteína na urina.

Caso a grávida não seja tratada, pode haver quadro de convulsões ou os órgãos apresentarem danos. Inchaço nas mãos, dedos superiores, pés e/ ou pescoço também são vistos. O bebê tem chance de se desprender da placenta e nascer antes da hora. Após o nascimento, problemas podem ser observados. Nesses casos, um tratamento é a aplicação venosa de sulfato de magnésio.