Isabel Teixeira fala de abuso sofrido por Bruaca em "Pantanal": "Algo absurdo"

Convidada do "Domingão com Huck", Isabel Teixeira falou sobre o sofrimento de Maria Bruaca em "Pantanal". A intérprete da personagem afirmou que o cárcere de Bruaca é ainda mais cruel porque a dona de casa é mantida sem nenhuma informação sobre o mundo externo.

"Se a Maria Bruaca assistisse à novela, ao lado do Tenório dela, e visse, dentro da televisão, o Tenório e a Maria Bruaca, ela ia olhar e falar: 'Mas o meu marido faz alguma coisa parecida comigo, acho que não está certo'. Estamos falando de um tipo muito grande de abuso, que é privá-la de qualquer referência, ela não escuta um rádio, não vê um programa como esse, não lê um livro, folheia uma revista", explicou a atriz.

Para Isabel Teixeira, Bruaca normaliza os abusos porque nunca viu nenhuma mulher sendo tratada de forma diferente. "Ela acha normal o que não é normal. Quando me caiu essa ficha, eu falei: nossa, estamos falando de um abuso maior".

Futuro da personagem

Após a expulsão de Bruaca (Isabel Teixeira) em "Pantanal", a dona de casa irá morar com Alcides (Juliano Cazarré) na fazenda de José Leôncio (Marcos Palmeira). O fazendeiro quer se vingar de Tenório pelo tratamento dado a Bruaca, mas está dividido entre seguir com seus planos e fugir com a amante para começar uma nova vida.

Em conversa com Trindade (Gabriel Sater), entretanto, o peão receberá um conselho do "Cramulhão", entidade demoníaca que vive no corpo do pantaneiro. "Você tem sangue de jagunço nas veias, Alcides. E não veio até aqui por obra do acaso", diz o Cramulhão, que sabe que Alcides foi para o Pantanal vingar a família das atividades assassinas de roubo de terras de Tenório.

"Uma hora ou outra você vai ter que enfrentar aquele diabo, e terá que estar pronto. Se você não tiver, quem vira defunto é você. O que você precisa é ficar quieto no teu canto, e esperar ele vir. E não vai usar arma de fogo, que ele tem o corpo fechado. Quem fechou o corpo dele que mandou te avisar", completou Trindade.