Isolado em sítio, Lima Duarte celebra os 91 anos e as duas vacinas que já tomou contra a Covid, mas lamenta momento atual do país

Leonardo Ribeiro
·2 minuto de leitura

“Eu sou mesmo um contador de histórias”, diz Lima Duarte, entre risos, ao ouvir que tem feito sucesso nas redes sociais. Enclausurado em seu sítio durante toda a pandemia de coronavírus, o artista tem mantido contato com os fãs por meio do Intagram, onde faz posts com dicas culturais, "causos" da vida pessoal e até leituras de poemas, por exemplo. Nesta segunda-feira, 29 de março, o perfil na rede serviu também para o artista brindar seus 91 anos, celebrados hoje, com textão e recado para os fãs.

LEIA TAMBÉM:

"Hoje eu brindo os meus 91 anos muito bem vividos! Foram tantos momentos, histórias e personagens que moldaram o que eu sou. Thomas Mann diz que vivemos duas vidas. Uma é essa objetiva: nasceu, amou, trabalhou, morreu. A outra é a memória, que é a mais longa. Ultimamente eu tenho vivido muito na memória, lembrando da minha jornada no teatro, tv e cinema, minha infância, minha mãe, lembranças e lembranças. Com 91 anos a minha vida já está acabando, mas a memória vai persistir! Hoje eu comemoro com esse brinde à mim, à vocês e à vida!", postou Lima Duarte no Instagram.

Vivendo no sítio em Indaiatuba, no interior de São Paulo, e já vacinado com as duas doses que previnem contra o coronavírus, o ator conta que teme o “que está por vir”:

— Penso nos netos, nos filhos, o que tem acontecido conosco? Pragas, tragédias, vírus, a presidência… Nossa Senhora, quantas bobagens e mentiras temos visto. É de uma grosseria brutal. O homem (Jair Bolsonaro) falou que a vacina da China não presta. Mas eu estou me sentindo muito bem vacinado. A China é a China, eu conheço e amo a sabedoria oriental. Mas também não posso reclamar de nada. Estou preso há um ano, não saio desse paraíso (o sítio) para nada. Ouço música e leio o dia inteiro. Também vejo novelas antigas. Porque me lembro o que aconteceu além das cenas. Você não queira saber o que é, ou melhor, o que eram os Estúdios Globo. Orgulhos, egos, ódios, amores, tudo no mesmo lugar (risos).

Por falar em novelas antigas, Lima voltará ao ar em breve na reprise de "O Salvador da Pátria", a partir do dia 12 de abril, no Canal Viva, como Sassá Mutema, um de seus personagens mais marcantes da carreira.