Isolamento social em SP atinge pior marca em um domingo desde fevereiro

VICTORIA DAMASCENO
·2 minuto de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O índice de isolamento social atingiu a pior marca em um domingo desde o último final de semana de fevereiro no estado de São Paulo, segundo dados do governo paulista. A média foi de 49% neste domingo (25), um ponto percentual a menos do que os 50% registrados na semana passada (18) e retrasada (11). A última vez em que o sistema do governo marcou um valor abaixo de 50% em um domingo foi em 28 de fevereiro, quando chegou a 48%. O estado de São Paulo vive uma fase de transição do Plano SP desde o dia 18. Na última semana foi permitida a reabertura do comércio, incluindo shoppings. No sábado (24), voltaram a funcionar as atividades ligadas ao setor de serviços como salões de beleza, clubes, academias, parques, bares e restaurantes. O fim de semana foi marcado por parques e bares cheios. Neste final de semana, o trânsito na cidade também aumentou. A CET (Companhia de Engenharia de Tráfego) registrou 4 km de congestionamento no domingo --no mesmo dia da semana passada foi de 1 km e a duas semanas atrás, 2 km. Nos ônibus da capital cerca de 100 mil passageiros a mais circularam na última sexta (23) comparando com a sexta anterior (16). Aproximadamente 1,74 milhão de pessoas andaram de ônibus na sexta passada; na retrasada, esse número foi de 1,64 milhão. Cerca d carros circulando nas ruas da cidade, foram 1,6 milhão neste domingo, e um milhão no domingo passado. Por outro lado, a taxa de ocupação das UTIs caiu. O estado tinha 80,4% dos leitos ocupados neste domingo; já na semana passada, eram 83%. No domingo anterior esse número foi a 85,5%. Na Grande São Paulo a lotação foi de 78,7% no domongo, e na semana passada, 80,8%. Há duas semanas a região metropolitana da capital registrou 84,3%. O estado tem mais de 2,8 milhões de casos confirmados de Covid-19 e 92.798 óbitos em decorrência da doença. A letalidade no estado é de 3,3% e no país, 2,7%.