Israel afirma ter testado "com êxito" mísseis balísticos

O primeiro-ministro israelense Benjamin Metanyahu em 14 de março de 2020

Israel anunciou na noite desta terça-feira que "com sucesso" conduziu testes de mísseis balísticos no Mediterrâneo, em meio a tensões com o Irã e seu aliado Hezbollah no Líbano.

A Indústria Aeroespacial de Israel (IAI), empresa estatal israelense especializada na indústria aeroespacial civil e militar, indicou que "o ensaio complexo ocorreu em alto mar" e envolveu dois Sistemas de Artilharia de Longo Alcance (LORA).

"O primeiro cenário envolveu um lançamento de curto alcance de 90 km e o segundo, um lançamento de longo alcance de 400 km", explicou o IAI em comunicado enviado à AFP.

"Nos dois cenários, o míssil foi lançado na direção de sua trajetória, efetuou seu trajeto e atingiu o alvo com a maior precisão. O sistema de lançamento e os mísseis cumpriram com sucesso os objetivos desses testes", com uma margem de erro inferior a dez metros, enfatizou o IAI.

A empresa não especificou a data exata em que o teste foi realizado, mas foi durante a pandemia da COVID-19.

O primeiro-ministro israelense Benjamin Netanyahu aplaudiu o feito. "No meio da guerra contra o coronavírus, continuamos a garantir a segurança de Israel, ofensiva e defensivamente", disse.

Os testes ocorreram em um contexto regional de tensões com o Irã.

A força aérea israelense é suspeita de ter realizado vários atentados fatais contra elementos pró-iranianos na vizinha Síria, um aliado de Teerã. O Estado hebreu também está promovendo a manutenção do embargo à venda de armas ao Irã, que em princípio será progressivamente levantado a partir de outubro.

Além disso, Israel acompanha de perto a evolução da crise política, econômica e social no Líbano e teme que a comunidade internacional ajude esse país, mas sem tentar reduzir a influência do movimento xiita do Hezbollah, seu inimigo.