Israel aprova pílula anti-Covid da farmacêutica Merck

ISRAEL — O Ministério da Saúde de Israel anunciou neste domingo que aprovou a pílula anti-COVID da farmacêutica Merck, menos de duas semanas depois que a US Food and Drug Administration, responsável pela proteção e promoção da saúde pública nos EUA, aprovou o uso do medicamento.

O ministério disse que fechou um acordo com a Merck para a compra do molnupiravir, que é vendido sob o nome Lagevrio, com previsão de chegada do primeiro carregamento para os próximos dias. Não ficou especificado quantos comprimidos o país concordou em comprar.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos