Israel bombardeia Gaza após lançamento de foguetes

·1 min de leitura
Fumaça e fogo em Khan Yunis, no sul da Faixa de Gaza, após um bombardeio pela aviação israelense em 2 de janeiro de 2022 (AFP/SAID KHATIB)

O exército israelense anunciou que bombardeou posições do Hamas no sul da Faixa de Gaza entre sábado à noite e domingo, após o lançamento de foguetes a partir do enclave palestino.

O exército israelense disse em um breve comunicado que estava realizando "ataques contra alvos terroristas na Faixa de Gaza", território palestino sob controle do movimento islâmico Hamas.

"Aviões de combate israelenses atacaram um local das brigadas Al-Qassam (o braço armado do Hamas) a oeste de Khan Yunes", uma cidade no sul da Faixa de Gaza, disseram fontes de segurança palestinas à AFP.

Elas indicaram que tiros de artilharia também foram disparados contra uma base de observação do movimento islâmico no norte do enclave.

Na manhã de sábado, dois foguetes lançados da Faixa de Gaza caíram no Mediterrâneo em frente à cidade israelense de Tel Aviv.

As sirenes de alarme não tocaram e o sistema de interceptação de foguetes não disparou, disse o exército israelense em comunicado.

Fontes dentro do Hamas disseram à AFP que esses tiros "foram devido a um problema técnico relacionado ao mau tempo".

Um porta-voz do Hamas condenou os bombardeios israelenses e pediu pela "defesa do povo palestino e dos locais sagrados contra a ocupação dos colonos até a vitória".

Por sua vez, o primeiro-ministro israelense, Naftali Bennet, afirmou no início do conselho de ministros semanal que "quem aponta mísseis contra o Estado de Israel pagará as consequências".

Israel e Hamas travaram uma guerra de 11 dias em maio de 2021, a quarta desde 2008.

az-gl/roc/mas-me/zm/mr

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos