Israel começa a aplicar 4ª dose da vacina anticovid a pessoas vulneráveis

·1 min de leitura
Israel aprovou 4º dose de reforço de vacina anticovid-19 para pessoas imunocomprometidas em meio a um surto de infecções causadas pela variante ômicron (AFP/JACK GUEZ)

Israel lançou, nesta sexta-feira (31), uma campanha para a administração de uma quarta dose da vacina anticovid-19 a pessoas vulneráveis, na esperança de mitigar os efeitos de uma nova onda de contaminações devido à disseminação da variante ômicron.

Exatamente um ano após o lançamento de uma grande campanha de vacinação graças a um acordo com a gigante farmacêutica Pfizer, e cerca de seis meses após o início da administração das doses de reforço, as autoridades sanitárias autorizaram na quinta-feira a inoculação desta quarta dose da vacina para pessoas imunossuprimidas.

A partir de hoje, as doses são administradas no hospital Sheba, localizado em Ramat Gan, na periferia de Tel Aviv, a pessoas que fizeram, por exemplo, transplantes de órgãos.

Este hospital começou a aplicar na segunda-feira uma quarta dose da vacina contra a covid-19 em seus profissionais de saúde, como parte de um teste.

O diretor do ministério da Saúde, Nachman Ash, também autorizou a administração de uma quarta dose a pessoas em casas de repouso e para pacientes em departamentos de geriatria, de acordo com um comunicado do ministério.

O primeiro-ministro Naftali Bennett declarou na semana passada que todos os israelenses com mais de 60 anos e o pessoal médico teriam direito a uma quarta dose, mas essa decisão ainda não foi aprovada pelo ministério da Saúde.

As autoridades israelenses registraram 4.000 novos casos de covid na quinta-feira, um recorde desde setembro que, no entanto, não foi traduzido até agora por um aumento significativo nas hospitalizações.

mib-gl/tp/me/mar/mr

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos