Israel dirá ao Tribunal Penal Internacional que não vai cooperar com inquérito sobre crimes de guerra

Primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu

JERUSALÉM (Reuters) - Israel dirá ao Tribunal Penal Internacional (TPI) que não vai cooperar com sua investigação de possíveis crimes de guerra nos territórios palestinos, disse o primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, nesta quinta-feira.

Netanyahu afirmou em um comunicado que Israel responderá a uma carta de notificação do TPI, deixando claro que não reconhece a autoridade do tribunal e que o país pode se autoinvestigar.

(Reportagem de Ari Rabinovitch)

((Tradução Redação São Paulo, 5511 56447702)) REUTERS AC