Israel e Suíça registram primeiros casos de varíola do macaco enquanto Espanha compra vacinas

Israel e Suíça registraram neste sábado (21) os primeiros casos de varíola do macaco em seus territórios. Outros casos da doença, que é endêmica no centro e no oeste da África, foram confirmados no começo da semana na Europa e na América do Norte. O Centro europeu de prevenção e controle de doenças (ECDC) não descarta vacinação para deter possível epidemia. A Espanha, país europeu mais afetado, já encomendou milhões de doses do imunizante para varíola.

O israelense contaminado é um homem de 30 anos que voltou recentemente da Europa, de acordo com um porta-voz do hospital Ichilov de Tel Aviv. Na sexta-feira (20), o ministério de Saúde israelense informou que o homem, que tem sintomas leves, teve contato com um doente durante a viagem.

Na Suíça, o primeiro caso é de uma pessoa do cantão de Berna que também voltou de uma viagem a outro país. Um mapeamento dos contatos do paciente, para identificar eventuais cadeias de transmissão foi realizado, de acordo com as autroidades locais em um comunicado. A pessoa infectada está em isolamento em seu domicílio e todos os contatos foram informados, de acordo com a mesma fonte.

França, Alemanha, Reino Unido, Estados Unidos, Suécia, Espanha e Canadá registraram casos da doença.

A maioria dos casos recentes nos países ocidentais, foram observados entre homens que tiveram relações sexuais com outros homens, de acordo com a OMS, que indicou na sexta-feira (20) que deve estudar a transmissão do vírus entre homossexuais.

Vacinação

Diante do aumento de casos no território espanhol, o ministério da Saúde da Espanha se adiantou e encomendou milhões de doses de vacina contra a varíola. A Espanha é o país com maior número de contaminações pelo vírus no mundo, com 30 casos confirmados.


Leia mais

Leia também:
Varíola dos macacos pode levar à morte, diz especialista na França, onde 1° caso foi confirmado

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos