Israel recomenda que seus cidadãos não peregrinem à Tunísia

Família tunisiana judia em sinagoga na ilha de Yerba, em 2004

Israel recomendou nesta quarta-feira que seus cidadãos não viajem à ilha tunisiana de Yerba, onde centenas de peregrinos judeus celebrarão em breve a festa Lag Ba'Omer, prevenindo, assim, sobre os ataques terroristas.

"Os elementos terroristas, especialmente filiados à Jihad mundial, continuam agindo para realizar ataques na Tunísia", indicaram os serviços antiterroristas citados em um comunicado do gabinete do primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu.

"O risco de ataques, também contra os judeus, existe", prossegue o texto, que encoraja os israelenses a evitar a Tunísia e convoca os que estarão presentes a "abandonar imediatamente o país".

Durante o Lag Ba'Omer, que neste ano será realizado a partir de 12 de maio, os peregrinos judeus se dirigem aos túmulos dos rabinos venerados, assim como à conhecida sinagoga El Ghriba de Yerba.