Itália: Pelo menos sete mortos em deslizamentos de terra em Ischia

São pelo menos sete as vítimas mortais na sequência dos deslizamentos de terra na ilha de Ischia, em Itália. Este destino turístico popular devido às praias e termas, viveu, de sexta-feira para sábado, uma noite de chuvas torrenciais que provocaram inundações e os deslizamentos de terra.

Não é a primeira vez que a ilha se vê abraços com uma catástrofe do género. Um morador, Salvatore Lorini, dizia que terão de fazer conta aos estragos, sem "esperar por ajuda". É uma "coisa natural", dizia, não fizeram nada para que ela acontecesse mas aconteceu, ainda assim deveria ter "havido mais atenção, sensor nas montanhas, por exemplo, para sinalizar que ela estava a desabar".

Desde então, as autoridades, apoiadas por equipas cinotécnicas, têm estado a procurar, de forma intensiva, possíveis sobreviventes. Muitas pessoas na ilha continuam sem acesso a água ou eletricidade.

AFP
Estragos em Ischia, na sequência dos deslizamentos de terra. - AFP

O governo italiano, que se reuniu, de urgência, este domingo, declarou estado de emergência, na sequência da catástrofe, e desbloqueou um pacote de inicial de dois milhões de euros.

De salientar que o estado de emergência é frequentemente declarado em Ischia, na sequência de terramotos, erupções vulcânicas ou mau tempo, uma vez que, através deste procedimento, a mobilização de fundos e recursos é acelerada.