Itália revoga quarentena para viajantes de UE, Reino Unido e Israel; mantém ao Brasil

·1 minuto de leitura
Profissional de saúde colhe amostra para exame de Covid-19 de homem no aeroporto de Fiumicino, em Roma

MILÃO (Reuters) - A Itália revogará as restrições de quarentena para viajantes que chegam de países europeus e da chamada zona Schengen, assim como do Reino Unido e de Israel, a partir do dia 16 de maio, informou o Ministério da Saúde do país nesta sexta-feira.

As pessoas que entram na Itália vindas desses países atualmente têm de ficar cinco dias de quarentena e passar por exame obrigatório antes da chegada e ao final do período de isolamento.

Um teste negativo para Covid-19 realizado antes da viagem ainda será exigido, disse o ministério em comunicado.

A pasta acrescentou que as restrições atualmente vigentes para pessoas que viajam do Brasil estão mantidas.

(Reportagem de Maria Pia Quaglia)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos