Itália ultrapassa os 4.000 mortos após registrar 627 mortes em apenas um dia

Padre usa uma máscara de proteção na Lombardia

A pandemia de coronavírus matou 627 pessoas na Itália nas últimas 24 horas, um novo recorde que eleva a 4.000 o número de mortes na península, o país mais afetado do mundo, anunciou a proteção civil nesta sexta-feira.

O número total de mortes é de 4.032, em 47.021 infectados. A Itália representa agora 36,6% de todas as mortes pelo vírus no planeta.

A região da Lombardia, onde os hospitais estão lotados, continua pagando o preço mais alto, com mais 381 mortes (2.549 no total).

Foram detectados no país cerca de 6.000 novos casos, um número inédito.

A Itália tem mais de 66 mortos por um milhão de habitantes, uma proporção que chega a mais de 250 na Lombardia, principal zona econômica do país.