Itaú avança no digital e vai oferecer 100% dos produtos pelo celular até dezembro

·2 min de leitura

SÃO PAULO — O Itaú anunciou que 100% dos produtos oferecidos pelo banco estarão disponíveis pelo celular até o final deste ano, reforçando a estratégia digital do maior banco privado país.

O presidente do Itaú, Milton Maluhy Filho, destacou que o digital já é o principal canal de distribuição de produtos do banco, respondendo por 62% das contratações de produtos por pessoas físicas no terceiro trimestre deste ano.

É um crescimento de 2,8 vezes em relação ao mesmo período do ano passado, quando o digital originava 38% das contratações de produtos.

— Estamos reforçando nossa estratégia de digitalização e vamos ter todos os produtos do banco no mobile até dezembro deste ano — disse Maluhy durante apresentação dos resultados do terceiro trimestre, período em que o banco lucrou R$ 6,7 bilhões, crescimento de 34,7% em relação ao mesmo período do ano passado.

15 milhões de clientes até dezembro

O banco digital do Itaú, Iti, atingiu uma base de 10 milhões de clientes até setembro, revelou Maluhy. Segundo ele, 2,2 milhões de novos clientes abriram contas no período entre julho e setembro deste ano, sendo que 85% não eram correntistas do banco. O desafio do Iti é chegar a 15 milhões de clientes até dezembro deste ano.

— O Iti vem se consolidando como uma plataforma para um público jovem, de menor renda. Acredito que, no longo prazo, a oferta de crédito vai rentabilizar o Iti e estabelecer uma relação de longo prazo com seus clientes —afirmou Maluhy.

Ele disse que o Itaú fechou cerca de mil agências físicas recentemente, mas que esses pontos distribuídos pelo país são importantes para oferecer produtos mais complexos. Maluhy também lembrou que mesmo nos canais digitais, os clientes podem ter atendimento humano com apenas um clique.

— O modelo é cruzar os canais digitais e físicos. Não é ser um banco remoto, sem agências, que nos dão uma rede de capilaridade —observou o presidente do Itaú.

Maluhy lembrou que na plataforma de investimentos Íon, lançado em outubro de 2020, o cliente tem uma assessoria para investimentos "humana". Ate o final de 2022, serão 2 mil assessores disponíveis em 130 escritórios regionais espalhados pelo país. O aplicativo já teve cerca de 400 mil downloads e conta também com um agregador de finanças, em que o cliente pode consultar saldo em outras instituições.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos