Itapemirim: Procon-RJ pode multar companhia aérea em R$ 10 milhões

·1 min de leitura
Até esta quarta-feira (12), Procon-RJ acumulava 288 queixas contra a Itapemirim
Até esta quarta-feira (12), Procon-RJ acumulava 288 queixas contra a Itapemirim

(Getty Images)

  • Procon-RJ pode multar ITA em R$ 10 milhões

  • Companhia aérea é acusada de não dar assistência aos passageiros que tiveram viagens suspensas

  • ITA agora tem até 15 dias para prestar esclarecimentos

O Procon-RJ pode multar a Itapemirim Transportes Aéreos (ITA) em R$ 10 milhões devido à falta de assistência da empresa aos passageiros que tiveram viagens suspensas em 17 de dezembro.

Leia também:

De acordo com a entidade, a companhia não prestou justificativas suficientes e não respondeu a todos os questionamentos feitos no âmbito da investigação.

"Constatamos que o atendimento da ITA não corresponde ao que prevê o Código de Defesa do Consumidor (CDC) em ligações feitas por iscais da autarquia para o SAC da empresa. Na chamada averiguamos desde a qualidade do atendimento até como era informado o procedimento para reembolso e o prazo, se disponibiliza guichês para atendimento presencial, e se oferece a possibilidade de reacomodação para o consumidor solicitante", explica Cassio Coelho, presidente do Procon-RJ. As informações são do O Globo.

Até esta quarta-feira (12), a entidade acumulava 288 queixas contra a ITA. Agora, a empresa tem até 15 dias para apresentar sua defesa ao Procon-RJ. Além disso, deve preparar um relatório econômico, contendo informações sobre sua receita bruta nos últimos três meses, a fim de calcular seu porte econômico em caso de uma possível multa.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos