Italiano que foi eletricista e apitou final da Champions perdida por Neymar será árbitro do 1º jogo da Copa

Mesmo com a seleção italiana fora da Copa do Catar, o país estará presente na abertura do Mundial. A Fifa anunciou que Daniele Orsato, de 46 anos, será o responsável pela arbitragem da partida entre Catar e Equador, a primeira do torneio, no domingo, às 13h (de Brasília).

Toda a equipe de arbitragem será italiana. Orsato terá como assistentes Ciro Carbone e Alessandro Giallatini. Já o VAR ficará sob a coordenação de Massimiliano Irrati.

No perfil de Orsato, destacam-se sua ascensão profissional e o fato de ter sido eletricista, um sonho que alimentava desde criança. Ele atuou nesta carreira por alguns anos antes de focar no apito.

"No meu primeiro dia, coloquei meu uniforme azul, saí de casa com a caixa de ferramentas na mão e fiquei esperando no acostamento da estrada para meu carona vir me pegar. Naquela estrada, enquanto esperava, pensei que meu sonho havia se realizado", contou em entrevista ao jornal italiano Corriere del Venetto.

Na verdade, não houve uma migração radical para o futebol. Desde jovem, ele sempre esteve presente no esporte. Primeiro, ainda adolescente, como treinador de uma escolinha. A partir dos 17, tornou-se árbitro. Com o crescimento na área, viu que este era seu caminho.

O currículo de Orsato é admirável. Começou apitando partidas da Série C e logo foi subindo degraus. A partir de 2010, tornou-se árbitro Fifa. Em 2020, apitou a final da Liga dos Campeões da Europa entre Bayern de Munique e Paris Saint-Germain, na qual os alemães derrotaram o time de Neymar por 1 a 0. Ele ainda atuou em três partidas da última EuroCopa. Já na Copa da Rússia, em 2018, trabalhou como VAR.