• Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Italianos querem que Draghi continue a governar o país

Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

A demissão do primeiro-ministro, Mario Draghi, está a deixar muitos italianos inquietos. No exterior do Palácio Quirinale, em Roma, as reações são de preocupação pelo futuro do país neste contexto particularmente difícil.

Um homem afirma: "A Itália tem um grande problema neste momento, que está certamente ligado à crise do governo e está também ligado aos nossos parceiros europeus, por isso espero sinceramente que Draghi possa reconsiderar e que este governo possa avançar, porque a situação seria muito crítica neste momento para a Itália".

Uma mulher diz: "Já temos a crise, a guerra, a pandemia, em suma, acredito em Draghi que é também uma pessoa muito respeitada na Europa, na minha opinião. E é uma pena, porque eu sou italiana e esperava que os nossos políticos não fossem tão longe".

Na última semana, 14.000 presidentes de câmara, uma associação de médicos, outros grupos de pressão e dezenas de milhares de cidadãos assinaram petições para que Draghi continue.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos