Itaperuna, no interior do Rio, tem bairros alagados e deslizamentos após nível do rio Muriaé chegar ao limite

·2 min de leitura

RIO — A bacia hidrográfica do Rio Muriaé, que corta municípios do interior do estado do Rio e de Minas Gerais, atingiu seu nível máximo de 500 centímetros, neste sábado, após chuva forte que caiu no município de Patrocínio do Muriaé, em Minas Gerais. Por causa disso, municípios do interior do estado do Rio entraram em alerta com risco de alagamento e chuva forte a partir deste sábado. Em Itaperuna, houve deslizamentos, bairros alagados e tombamento de muro.

No sábado, o Centro Estadual de Monitoramento e Alerta de Desastres Naturais do Rio de Janeiro (CEMADEN-RJ) emitiu um alerta de ocorrências de pontos de alagamentos, alta possibilidade de enxurradas e de inundações para municípios do interior do estado do Rio. De acordo com a nota, os municípios mais afetados seriam Laje do Muriaé, Itaperuna, que são os mais próximos a possibilidade de serem atingidos pela onda de cheia, e São José do Ubá, Miracema, Italva, São Fidélis e Cardoso Moreira.

Em Itaperuna, a Secretaria municipal de Defesa Civil e Ordem Pública afirmou que o nível do Rio ainda está subindo. Até o momento, seis famílias ficaram desalojados, na localidade de retiro de Muriaé, distrito de Itaperuna, e duas famílias ficaram desalojadas na cidade. Houve pontos de alagamento no centro de Itaperuna e alguns bairros na periferia, como no Surubi, Matadouro e Frigorífico. Houve dois locais com deslizamentos de terra e tombamento de muros, em Cehab.

No sábado, a Secretaria de Defesa Civil publicou um vídeo do secretário municipal da pasta, Major Luz, alertando sobre a possibilidade de transbordamento do Rio na região.

"Estamos recebendo um volume muito grande do Rio Carangola, e isso impactará diretamente o nosso município. Você, morador das áreas ribeirinhas e das áreas que são mais rapidamente afetadas, se preparem porque nós contamos com a possibilidade, entre 12h e 24h, de ocorrência de alagamento no nosso município", diz o major.

Na noite deste sábado, o município de Laje do Muriaé também alertou os moradores por meio de rede social e afirmou que, às 21h, o nível de água do Rio estava próximo do limite máximo. De acordo com a publicação, a bacia estava no limite de 4,70m. O nível de transbordo é de 5.60m.

A prefeitura municipal de São Fidelis emitiu alerta para a população ribeirinha do Rio Paraíba do Sul. Às 13h, o nível do rio estava em 4,04m. Em Italva, o Defesa Civil informou que o município está em bandeira vermelha por causa do Rio Muriaé, e pediu atenção dos moradores das áreas de risco.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos