Carnaval fora de época de Ivete Sangalo reúne o Brasil na Bahia

Ela não chegou nadando pelada nas águas do rio, como brincou tantas vezes nas entrevistas de divulgação do show, mas a primeira palavra dita por Ivete Sangalo em sua comemoração de 50 anos veio com muita força e pertencimento. Ela gritou por sua "Juazeiro" e o povo da terra correspondeu freneticamente. A cidade foi o cenário perfeito para a grande celebração, que marca sua quinta década, e ela avisou logo no começo que era "filha do São Francisco", rio que estava ao fundo do palco abençoando a noite.

Ao som de seu hit 'Lá Vem Ela', Ivete entrou com tudo, trazendo a animação que é sua marca registrada. “Estou de volta ao meu lugar, à minha cidade tão amada. Por esse lugar eu tenhomáxima gratidão e, acima de tudo respeito, porque eu acredito muito na mulher que eu me tornei e eu devo isso ao lugar de onde eu venho. E, não poderia existir um outro lugar em que eu pudesse colocar pra vocês o quão feliz eu estou”, falou emocionada.

Se a ideia era mostrar de onde veio tanta alegria, o povo de Juazeiro correspondeu às expectativas. “Eu estava colado na grade, não parei nem um segundo de pular. Esse lugar é mágico”, afirma o carioca Paulo Brito, que acompanha a carreira da cantora desde a Banda Eva e diz ter realizado o sonho de conhecer a cidade natal de seu ídolo, estando a quase 2 mil km de sua cidade.

A cidade já amanheceu diferente na sexta-feira (27), dia de celebrar sua filha mais ilustre. A ponte, que liga a cidade baiana a Petrolina (PE), ficou congestionada ainda no começo da tarde. Toda a região se mobilizou para viver “a festa do ano”, nas palavras de Aline Rodrigues, que trabalhava vendendo lanches. “Vou aproveitar daqui, escutar as músicas e depois do show deve ter muito movimento nas ruas”, diz, aproveitando o evento para aumentar os lucros de seu trailer.

Durante o show, com sua voz inconfundível, Ivete fez o povo pular ao som de seus grandes sucessos no carnaval baiano como "Poeira", "Festa" e "Carro Velho". Para a jovem cantora Andrezza Santos, escutar esse repertório foi “uma viagem” pela carreira de Ivete. Ela diz que dançou muito e chorou de emoção com a artista. “Foi uma viagem pelas minhas memórias de infância, de adolescência, indo para os testes cantando a música dela. Foi uma viagem nos meus afetos e nessa comemoração de carnaval”, comenta.

Saudando em suas falas conterrâneos que também fizeram sucesso na música, como Manuca Almeida, João Gilberto e Galvão, Ivete também deixa nos novos artistas uma certeza de que tudo é possível para o povo da cidade da alegria. “Saber que ela é daqui e que conquistou o mundo, tendo raiz em Juazeiro, isso dá um gole de vida para gente continuar artista”, completa Andrezza.

A expectativa por participações de outros cantores e famosos foi frustrada, já que a noite foi comandada toda pela aniversariante. A cantora Preta Gil até esteve no evento, mas apareceu apenas para cantar os parabéns para a amiga. Porém, a energia de Ivete aos 50 anos é de uma menina sapeca e ela dançou de tudo um pouco, inclusive funk, agitando a galera como só ela sabe fazer.

“Ela é perfeita”, declara a estudante Gabriela Souza, que veio acompanhada de duas amigas, todas de Fortaleza, no Ceará. Após mais de 15 horas de estrada, elas ainda enfrentaram uma enorme fila para entrar no pátio do evento. “Tudo valeu a pena. Eu faria quantas vezes fosse preciso”, diz aos risos.

Alguns momentos do show foram de pura emoção. Ivete disse que até estava um pouco “repetitiva” por conta do sentimento forte de estar cantando onde cresceu, incluindo no repertório uma música que sua mãe entoava nas serestas da região, quando ela ainda era uma menina e brincava nas ruas de Juazeiro. A presença do filho mais velho, Marcelo Sangalo, na percussão, foi um show à parte e a mãe saudava o talentoso menino a todo momento.

O mar de mãos com as clássicas palmas ritmadas ao som de “Minha Pequena Eva” demonstrava que, naquele momento, mesmo sem trio elétrico, estava instaurado um grande carnaval. “Agora tem que ter todo ano, vai virar feriado municipal o aniversário, para a gente ter o Carnaval de Veveta”, brincou o publicitário Gean Castro, que ainda estava no portão de saída da festa, mas já querendo uma próxima edição.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos