Jô no Porchat: A entrevista que a gente nunca pensou que ia ver na TV

Amauri Terto
Herdeiro de TV, Porchat foi o primeiro a entrevistar Jô fora da Globo.

Um encontro entre mestre e aprendiz recheado de afeto e boas histórias. Pode-se definir assim a participação de Jô Soares no Programa do Porchat, cuja primeira parte foi exibida na noite desta quarta-feira (18).

Fora da Globo desde 2016, Jô deu uma entrevista de quase duas horas para seu herdeiro de talk show na última segunda - ocasião particularmente especial para Fábio Porchat.



Antes de começar a entrevista, o apresentador da Record fez questão de exibir sua primeira aparição na TV, aos 18 anos - justamente no extinto Programa do Jô. "Mandei um texto e o Jô me chamou para falar no palco. Aquilo mudou minha carreira", disse Porchat com a voz embargada.


Muita emoção no palco do #ProgramaDoPorchat! #JôNoPorchatpic.twitter.com/5l8SnyXVd7

— Programa do Porchat (@PgmDoPorchat) 19 de abril de 2018


No sofá da atração, Jô demostrou estar na companhia de um amigo: tocou bongô, fez piadas, disparou palavrões e relembrou episódios marcantes de sua carreira, mas também não deixou de lado assuntos, digamos, mais densos como a atual polarização política e os tempos da ditadura militar.

Ao ser questionado se, após saída da Globo, sentia falta de estar TV, o ex-apresentador respondeu se forma serena que não, ressaltando a marca de 15 mil entrevistas ao longo dos 29 anos que permaneceu no ar - entre Globo e SBT.

"A única coisa que eu sinto falta é do Meninas [do Jô]", emendou, referindo-se às edições esporádicas de seu programa em recebia quatro mulheres expoentes do jornalismo para debater a situação política, econômica e social do Brasil. Cristina Serra, Mara Luquet, Natuza Nery e Vera Magalhães integraram a última formação do quadro.

Jô anunciou que voltará ao teatro como ator depois de 30 anos. Ele está prestes a estrear A Noite de 16 de Janeiro, peça da qual também é diretor e cujo título remete...

Continue a ler no HuffPost