Jô tira incômodo zero do placar em vitória do Corinthians sobre o Grêmio

·3 minuto de leitura
PORTO ALEGRE, RS, 28.08.2021 – GRÊMIO-CORINTHIANS: Jô, do Corinthians, comemora seu gol com jogadores de sua equipe - Partida entre Grêmio e Corinthians, válida pela 18ª rodada do Campeonato Brasileiro Série A 2021, realizada na Arena Grêmio, em Porto Alegre, capital gaúcha, na noite deste sábado. (Foto: Wesley Santos/Folhapress)
PORTO ALEGRE, RS, 28.08.2021 – GRÊMIO-CORINTHIANS: Jô, do Corinthians, comemora seu gol com jogadores de sua equipe - Partida entre Grêmio e Corinthians, válida pela 18ª rodada do Campeonato Brasileiro Série A 2021, realizada na Arena Grêmio, em Porto Alegre, capital gaúcha, na noite deste sábado. (Foto: Wesley Santos/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Do apito inicial de um confronto em maio de 2019 até os 34 minutos do segundo tempo da partida de sábado (28), Grêmio e Corinthians disputaram 439 minutos de futebol sem pôr uma bola na rede —conta que não inclui os acréscimos. Jô, então, quebrou o padrão e evitou mais um 0 a 0.

Após quatro confrontos sem gols entre os rivais, a formação paulista levou a melhor. De cabeça, evitando o que parecia mais um duelo de placar zerado, o centroavante alvinegro definiu a vitória dos visitantes por 1 a 0, na Arena do Grêmio.

Foi o terceiro triunfo seguido do Corinthians, bem mais suado do que os anteriores. Sexto lugar, o time chegou assim aos 27 pontos e deu sequência à sua ascensão no Campeonato Brasileiro. A formação gaúcha, com 16, está na zona de rebaixamento.

Logo ficou claro que as dificuldades seriam maiores para o Corinthians do que as vistas nas vitórias sobre Ceará e Athletico-PR. O Grêmio marcou a saída de bola e dificultou muito as ações alvinegras a partir do campo de defesa.

Apesar de bloqueado, o time preto e branco insistia nos toques em uma área perigosa. Não conseguia sair e deixava o jogo se concentrar perto do gol de Cássio.

Poderia ter custado caro se os donos da casa tivessem mostrado maior precisão nos cabeceios. Em pouco mais de dez minutos, eles já tinham desperdiçado duas boas oportunidades: Ruan, muito livre, e Borja, nem tanto, erraram.

Passados os 15 minutos iniciais, o Corinthians ao menos conseguiu sair da primeira linha de marcação do adversário. Não fez grande coisa a partir dali, porém deixou de se ver preso à região próxima à própria área.

Houve raros momentos de maior perigo no ataque alvinegro. Em uma delas, após ótimo passe de Giuliano, Mosquito parou na cobertura e não conseguiu concluir. Em outra, Luan teve o chute da entrada da área desviado na marcação.

O panorama mudou pouco após o intervalo. De fôlego renovado, o Grêmio voltou a atrapalhar bastante a saída de bola dos visitantes nos momentos iniciais do segundo tempo, mas com poucos desarmes. Assim, os beques do time paulista ficavam trocando passes estéreis entre si.

Diante desse cenário de pouca criatividade, os dois técnicos buscaram lucidez no meio, com Renato Augusto e Maicon.

Mas o jogo foi decidido em uma bola parada. Vitinho cruzou, e Jô ganhou no alto, aos 34min. Maicon, desesperado, foi expulso por reclamação. E o Corinthians se segurou até o apito final.

Grêmio: Chapecó; Vanderson, Ruan, Rodrigues e Rafinha; Thiago Santos, Villasanti e Campaz (Maicon); Alisson, Ferreira (Léo Pereira) e Borja (Diego Souza). Técnico: Felipão.

Corinthians: Cássio; Du Queiroz, Gil, João Victor e Fábio Santos; Gabriel, Roni (Renato Augusto), Giuliano, Luan (Vitinho) e Gustavo Mosquito (Gabriel Pereira); Jô. Técnico: Sylvinho.

FICHA TÉCNICA

GRÊMIO 0 X 1 CORINTHIANS

Data: 28/08/2021 (Sábado)

Local: Arena do Grêmio, em Porto Alegre (RS)

Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro

Auxiliares: Guilherme Dias Camilo e Ricardo Junio de Souza

VAR: Emerson de Almeida Ferreira

Cartões amarelos: Cássio, João Victor (COR); Diego Souza (GRE)

Cartões vermelhos: Maicon (GRE)

Gols: Jô, do Corinthians, aos 34 minutos do segundo tempo.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos