Júri decide que Amber Heard difamou Johnny Depp e estabelece pagamento de US$15 milhões

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Atriz Amber Heard ao lado da advogada Elaine Bredehoft durante jugalmento na Virgínia
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Por Lisa Richwine

(Reuters) - O júri de um tribunal da Virgínia decidiu nesta quarta-feira que a atriz Amber Heard difamou seu ex-marido Johnny Depp e estabeleceu um pagamento de 15 milhões de dólares ao ator como indenização, após um julgamento de seis semanas amplamente assistido que contou com depoimentos e evidências explícitas detalhando o relacionamento tenso do ex-casal de Hollywood.

Depp, astro de "Piratas do Caribe", de 58 anos, processou Heard com pedido de 50 milhões de dólares e argumentou que ela o difamou quando se chamou de "uma figura pública que representa abuso doméstico" em um artigo de opinião publicado em um jornal.

Heard, de 36 anos, processou Depp de volta, pedindo 100 milhões de dólares, dizendo que Depp a difamou quando seu advogado chamou suas acusações de "farsa".

Depp nega ter batido em Heard ou em qualquer mulher, e disse que foi ela quem se tornou violenta em seu relacionamento.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos