Júri especializado elege os melhores points da orla do Rio para curtir o verão

Ludmilla de Lima
1 / 2

INFOCHPDPICT000080553946

A Praia da Barra

E hora de mergulhar de cabeça na estação mais quente do ano, que começou hoje, com previsão de mais chuvas que o normal e temperaturas mais amenas. Para isso, a boa é dar uma passada no Arpoador para um banho de mar ou, quem sabe, conhecer “alguém”; se deliciar com um sanduíche do Uruguaio, no clássico Posto 9; contemplar, com os pés em areia limpa, diga-se de passagem, o cenário da Prainha; ou badalar ao pôr do sol num dos trechos mais concorridos da Barra, que ganhou fama com a turma do kitesurfe. Essas são algumas das dicas infalíveis de um júri de oito cariocas íntimos das praias do Rio, que elegeram para o EXTRA os melhores points do verão em dez quesitos.

A lista passeia pelos melhores locais para mergulhar ou tomar um bom banho de chuveirinho, pelo trecho de praia mais limpo e pelo banheiro de posto que melhor atende o frequentador. Entre as dicas, há ainda o lugar mais bacana para levar as crianças ou para a prática de esportes, e o point mais descolado da praiana ou onde a paquera “rola” solta. Metade dos cariocas ouvidos escolheu o Arpoador como o melhor mergulho da orla.

Quando o assunto é chuveirinho, a Prainha ganha com três votos, um à frente das duchas de água de doce de Copacabana. William Vorhees, ex-atleta e famoso “consultor de carioquices”, que apresenta o baile charme Black Tie, gosta do chuveiro da barraca do Leandro, no Arpoador, mas destaca outro, em Copa:

— Aquele tapete de chuveirinho de Copacabana, na altura da Avenida Prado Júnior, é o mais charmoso de todos.

Em relação a banheiro, a maioria escolheu os de Ipanema e do Leblon.

— No Posto 10, o banheiro é impecável. Dá tranquilamente para tomar um banho e ir trabalhar — diz a jornalista Rita Capell, que pratica altinho, frescobol e futevôlei.

Sobre o que comer na areia, Rita e Vorhees elegeram o Uruguaio, o mais bem votado.

— A melhor caipirinha, o melhor sanduíche de linguiça. A família do Uruguaio sabe receber — ressalta William.

A Barra também foi lembrada por ter boa comida.

— É o melhor custo-benefício, com mate bom e chorinho, salada de frutas caprichada e um belo sanduíche natural — enumera o atleta de bodysurfe Julio Cesar Rodrigues.

Para aproveitar a praia com os filhos, o Baixo Bebê, no Leblon, é quase unânime.

— Se for uma criança maior, Joatinga, que não tem rua e fica vazia — sugere Marcela Witt, campeã brasileira de kitesurfe.

O top 10 dos ‘cariocólogos’

Mergulho: Arpoador, a qualquer hora do dia, incluindo à noite

Chuveirinho: a ducha de água doce da Prainha,seguida pelos equipamentos de Copacabana

Banheiro em posto: os de Ipanema e Leblon.Foram citados os dos postos 9, 10, 11 e 12

Comida na areia: os sanduíches da Barraca do Uruguaio, no Posto 9, em Ipanema, lideram

Para levar crianças: o Baixo Bebê, no Leblon, ficou na frente, mas a Praia da Barra também foi citada

Esportes: metade elegeu a Praia Barra, onde a diversidade de modalidades praticadas chama a atenção

Paquerar: ficou longe de uma unanimidade. Foram lembrados o Arpoador, as praias de Ipanema e Barra, no Pepê e no K08

Paisagem: o Arpoador e sua vista da pedra para o Dois Irmãos divide o primeiro lugar com Prainha e Grumari

Limpeza: a Prainha, que é um Parque Natural Municipal e tem a Bandeira Azul

Mais descolado: quiosque K08, da turma do kitesurfe, na Barra

Do surfe ao futevôlei

Metade dos cariocólogos ouvidos elege a Barra como melhor lugar para os esportes.

— As ondas e o vento são mais constantes. Para esportes na água, a Barra é ótima! — diz Marcela Witt.

Lenda do surfe, Rico de Souza destaca a diversidade de atividades que são vistas no mar e na areia da Barra:

— Na B arra você tem escolas de surfe; a minha está há 30 anos no Posto 4; e vê também várias outras atividades, como slackline — afirma o surfista, que também cita a Praia da Macumba. — É uma das mais populares para o surfe.

A nutricionista Cynthia Howlett gosta de suar na Barra e em São Conrado, porque nelas “tem tudo”: altinha, kitesurfe, futevôlei... No Arpoador, ela pega onda e nada. O Arpoador para ela é imbatível na paisagem e também quando se trata de paquera.

— Olhar o Dois Irmãos de lá não tem igual — sentencia Cynthia. — É o melhor lugar para se apreciar o Rio.

Não há unanimidade

Não existe unanimidade para a mais linda paisagem (nisso o Rio tem de sobra) nem para lugar de paquera. Julio Cesar Rodrigues diz que São Conrado, apelidada pelos surfistas como “tubolândia”, tem um visual incrível:

— Você “dropa” a onda olhando a Pedra da Gávea ao fundo.

E qual seria o point mais descolado? Apenas o K08, quiosque na Barra da tribo do kite, recebeu mais de um voto.

O RP e empresário Leo Marçal, de festas como Arca de Noé, Auê e AdoroFrozen, aposta no Leme:

— Lá, há várias tribos, e as pessoas voltaram a frequentar muito de um ano para cá.

No quesito limpeza da areia, houve muita discussão. Prainha ganhou com três citações.