Jack Ma, fundador do Alibaba, reaparece em público após sumir por 2 anos

Jack Ma reapareceu em Tóquio, no Japão (AP Photo)
Jack Ma reapareceu em Tóquio, no Japão (AP Photo)
  • Bilionário estaria morando em Tóquio nos últimos meses;

  • Jack Ma também está viajando entre os Estados Unidos e Israel;

  • Teorias conspiratórias surgiram em torno do desaparecimento do empresário.

Jack Ma, um dos empresários mais ricos da China e fundador do grupo Alibaba, ficou sumido por cerca de dois anos após desentendimentos com autoridades chinesas. O bilionário agora reapareceu em Tóquio, afirmou o Financial Times em uma reportagem nesta terça-feira (29).

O professor ,que se tornou um titã da tecnologia, era o rosto das empresas Big Tech da China. No entanto, após realizar um discurso criticando o sistema regulador financeiro chinês, Ma decidiu optar por ter um perfil mais privado, evitando aparecimentos públicos e chamar atenção para si mesmo.

Por conta disso, inúmeras teorias surgiram de que o empresário estaria desaparecido, com alguns mais conspiratórios afirmando que ele havia sido assassinato pelo governo do República Popular da China.

Seu discurso criticou as rigorosas legislações financeiras da China e a iniciativa governamental da "Prosperidade Comum", que visa realizar uma melhor distribuição de renda no país. Por conta de sua falas, sua empresa foi alvo de um intenso escrutínio regulatório, além de um maior controle às empresas de tecnologia em todo país.

De acordo com a reportagem do Financial Times, Jack Ma estaria vivendo no em Tóquio, no Japão, há pelo menos meio ano. Se mantendo discreto na sociedade japonesa, o bilionário estaria socializando principalmente em clubes privados e visitando fontes termais e estações de esqui com sua família.

Desde 2019, Ma não atua mais como diretor-executivo do grupo Alibaba, mas permanece presidente do conselho da Fundação Jack Ma, que também fundou. Em julho, o executivo já havia sido avistado em uma visita à Wageningen University & Research. A reportagem também afirmou que ele tem realizado viagens regulares aos Estados Unidos e à Israel.