Jack Ma reconsidera promessa de criar 1 milhão de postos de trabalho nos EUA

Carlos Dias Ferreira
Segundo o fundador e presidente da gigante Alibaba, a previsão havia sido feita em um cenário comercial amigável entre China e EUA – anterior à atual guerra fiscal mantida pelos dois países, apontada pelo executivo como “uma bagunça que deve durar várias décadas”

Jack Ma resolveu rever uma promessa ambiciosa feita a Donald Trump poucos dias antes de o empresário tomar posse como presidente dos Estados Unidos. Em janeiro de 2017, o fundador e presidente da gigante Alibaba afirmou que ajudaria a criar 1 milhão de novos postos de trabalho nos EUA durante os próximos cinco anos – algo que, segundo Ma, apenas fazia sentido em um cenário comercial de boa vontade, anterior à atual guerra fiscal travada entre os dois países.

“A promessa foi feita com base na premissa de uma parceria amigável entre EUA e China, em que valiam relações comerciais razoáveis”, disse o bilionário em entrevista ao site chinês Xinhua. “Essa premissa já não vale mais hoje, de maneira que a nossa promessa não poderá ser cumprida.”

Ma anunciou recentemente que abandonará seu posto executivo na Alibaba, embora tenha acrescentado que “continuará a trabalhar duro pelo desenvolvimento saudável das relações comerciais entre China e EUA”. Sobre a referida promessa, entretanto, especialistas citados pela CNBC apontaram como “exagerada”.

O comentário de Jack Ma foi feito no rastro da nova escalada da guerra comercial entre os países. Como resposta à taxação de US$ 200 bilhões a produtos chineses por parte da administração de Donald Trump, o governo chinês anunciou que vai impor novas tarifas a US$ 60 bilhões de artigos importados dos EUA. Para o bilionário, trata-se de “uma bagunça que deve gerar desdobramentos por várias décadas”.

Fonte: Canaltech