Grupo convoca atos contra governo; Bolsonaro pede a apoiadores que evitem manifestações no mesmo dia

·2 minuto de leitura
Foto: NELSON ALMEIDA/AFP via Getty Images
Foto: NELSON ALMEIDA/AFP via Getty Images

Depois de um domingo agitado por manifestações por todo o Brasil, com enfrentamento de grupos a favor e contra o governo de Jair Bolsonaro (sem partido), um novo ato vem sendo organizado por manifestantes que defendem a democracia e a pauta antifascista.

Um grupo autodenominado “Mais Democracia" usa as redes sociais para convocar uma manifestação chamada “Ato Antifascista”, no próximo domingo (07). A concentração foi marcada para o Masp, na avenida Paulista, em São Paulo, às 14h, mesmo lugar em que torcedores de organizadas dos times paulistas se reuniram ontem (31).

Até a manhã dessa segunda-feira (01), mais de 27 mil pessoas já tinham demonstrado interesse e/ou confirmado presença no ato do dia 07.

Leia também

Também na manhã desta segunda, Jair Bolsonaro, em conversa com apoiadores no Palácio da Alvorada, citou a movimentação de organizadores de protestos em prol da democracia.

“Estão marcando no domingo o movimento, né? Deixa eles sozinhos no domingo, tá ok? Deixa sozinhos no domingo”, pediu aos apoiadores.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Questionado se não deveriam organizar mais um ato em prol do governo, evento que tem sido recorrente aos domingos, o presidente afirmou que “não coordenada nada”.

“Eu não coordeno nada, não sou dono de grupo, eu não participo de nada. Eu só vou prestigiar vocês que estão me apoiando. Vocês fazem um movimento limpo, decente, pela democracia, pela lei e pela ordem, está certo? Eu apenas compareço. Não conheço praticamente ninguém desses grupos. Eu acho que, já que eles marcaram para domingo, deixa eles domingo lá”, respondeu Bolsonaro.

Apesar de classificar o movimento de seus apoiadores como defensor da democracia, diversos manifestantes empunhavam cartazes pedindo fechamento do Supremo Tribunal Federal (STF), intervenção militar com Bolsonaro no poder, entre outras pautas que são inconstitucionais exatamente por serem antidemocráticas.

Siga o Yahoo Notícias no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.