Bolsonaro se irrita, retira a máscara e manda repórter da Globo 'calar a boca': "vocês são canalhas"; assista

·2 minuto de leitura
  • Questionado sobre não usar máscara, presidente se descontrolou com jornalista

  • Ele retirou a máscara e chamou a imprensa de "canalha", além de mandar a profissional "calar a boca"

  • Bolsonaro tem pressionado o ministro da Saúde por parecer contrário ao equipamento para pessoas que já foram infectadas ou vacinadas

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) se irritou e mandou uma repórter da TV Vanguarda, afiliada da TV Globo, calar a boca ao ser questionado sobre não utilizar máscara durante um evento em Guaratinguetá, no interior de São Paulo, na manhã desta segunda-feira (21).

Bolsonaro esteve na cidade para acompanhar a formatura da Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR). Ao chegar no local, o presidente causou aglomeração e, conforme relatado pela repórter da emissora, não utilizou o equipamento obrigatório para frear a transmissão da Covid-19

Leia também:

Recentemente, Bolsonaro foi multado por não usar o equipamento em São Paulo durante um passei com motociclistas na capital. O valor da multa foi fixado em R$ 552,71. Após ouvir a pergunta da repórter, o presidente se descontrolou e esbravejou com a profissional. 

“Olha, eu chego como eu quiser, onde eu quiser, eu cuido da minha vida. Se você não quiser usar máscara, não use. Agora, tudo o que eu falei sobre Covid, infelizmente, para vocês, deu certo”, disse o chefe do Executivo federal.

Inicialmente, o presidente usava máscara ao conversar com a imprensa. Após a perguntar da repórter, ele retirou o equipamento e prosseguiu com os ataques. 

“Parem de tocar no assunto. [Presidente tira a máscara] Você quer botar… Me bota agora… Vai botar agora… Estou sem máscara em Guaratinguetá. Está feliz agora? Você está feliz agora? Essa Globo é uma merda de imprensa. Vocês são uma porcaria de imprensa”, vociferou o presidente.

Diante da reação de Bolsonaro, a repórter tenta realizar um novo questionamento, mas é interrompida de forma brusca. 

“Cala a boca. Vocês são canalhas. Fazem um jornalismo canalha, vocês fazem. Canalha, que não ajuda em nada. Vocês não ajudam em nada. Vocês destroem a família brasileira. Destroem a religião brasileira. Vocês não prestam. A Rede Globo não presta. É uma péssima [sic] órgão de informação”, concluiu o presidente antes de finalizar a entrevista.

Bolsonaro quer parecer contra máscara

Foto: EVARISTO SA/AFP via Getty Images
Foto: EVARISTO SA/AFP via Getty Images

Mesmo com o número de mortos e infectados pela Covid-19 crescendo em todo o país, Bolsonaro tem citado reiteradamente que cobrou um parecer do ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, que desobrigaria o uso de máscaras para quem já foi vacinado ou contaminado.

“Enquanto eu for presidente, nós vamos lutar para que o cidadão de bem tenha armas e seja desobrigado a usar máscara, com o parecer do Ministério da Saúde favorável nesse sentido”, afirmou o presidente durante transmissão ao vivo nas redes sociais na última semana.

Apesar dos apelos do presidente, Queiroga se esquivou e defendeu que, diante da situação sanitária no país, o uso do equipamento ainda é essencial para todos.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos