Jair Renan, filho 04 de Bolsonaro, fez homenagem a ex-funcionário que denunciou família

·2 minuto de leitura
Jair Renan Bolsonaro publicou foto no aniversário de Marcelo, fazendo uma homenagem a ele (Foto: Reprodução)
Jair Renan Bolsonaro publicou foto no aniversário de Marcelo, fazendo uma homenagem a ele (Foto: Reprodução)
  • Em junho, Jair Renan fez uma publicação nas redes sociais para homenagear Marcelo dos Santos

  • Ex-funcionário da família Bolsonaro acusou a mãe de Jair Renan, Ana Cristina Siqueira Valle, de tentar "escravizá-lo"

  • Marcelo também revelou que fez parte de um esquema de rachadinha operado por Ana Cristina

O filho 04 do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), Jair Renan, usou as redes sociais para fazer uma homenagem a Marcelo Luiz Nogueira dos Santos. A publicação foi feita em junho e, em 2 de setembro, o ex-funcionário da família decidiu denunciar Ana Cristina Siqueira Valle, mãe de Jair Renan.

Marcelo dos Santos acusou Ana Cristina de querer escraviza-lo e também denunciou a prática de rachadinha nos gabinetes de outros filhos do presidente, operada por Ana Cristina.

Em 20 de junho, Jair Renan publicou uma foto no Instagram ao lado de Marcelo, dando parabéns pelo aniversário do então funcionário da família. “Você tem sido um grande amigo para mim. Você me ensinou muito, especialmente a como me tornar uma boa pessoa”, escreveu na ocasião.

Leia também:

“Sua empatia e seu carinho são contagiantes, e eu serei eternamente grato a Deus por tê-lo colocado em nosso caminho. Que neste aniversário seu coração possa transbordar com o dobro da felicidade que você trouxe para nossa família! Obrigado por tudo! Parabéns!”

Denúncias de Marcelo dos Santos

Marcelo Luiz Nogueira dos Santos, ex-funcionário da família Bolsonaro, afirmou que a antiga patroa, Ana Cristina Siqueira Valle, segunda mulher de Jair Bolsonaro, queria “escraviza-lo”. A declaração foi dada à coluna da jornalista Juliana Dal Piva, no UOL.

Empregado doméstico de Ana Cristina há cinco anos, Marcelo dos Santos decidiu falar com a imprensa depois de se demitir. Ele relatou ao UOL e também ao jornalista Guilherme Amado, do portal Metrópoles, que a patroa não pagava o valor mensagem combinado.

Ao UOL, Marcelo afirmou que após Ana Cristina se mudar para Brasília, ela queria que o funcionário morasse na mesma casa que ela, uma mansão de R$ 3,2 milhões, mas pagando menos que o combinado inicialmente. Para ele, a patroa “queria escraviza-lo”.

Ao Metrópoles, Marcelo dos Santos revelou ainda que Ana Cristina Siqueira Valle ficou com pelo menos 80% de seu salário e de outros empregados.

Segundo Santos afirmou ao site, a ex-esposa de Bolsonaro é responsável pelo esquema de rachadinha no gabinete do então deputado estadual Flávio Bolsonaro, e replicado no gabinete de Carlos Bolsonaro.

"Das pessoas que trabalhavam, que eram só laranjas, ela ficava com praticamente tudo. Só dava uma mixaria para usar o nome e a conta da pessoa. Eu ainda ganhava mais ou menos, porque eu trabalhava. "Por exemplo: para o pessoal de Rezende, ela só dava um um 'cala boca' para usar o nome e a conta, porque eles não trabalhavam, né? Ela é quem comia o dinheiro todo", contou ele ao portal, afirmando que a prática de Ana teria começado quando Carlos, o filho 02, assumiu o gabinete no Rio de Janeiro.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos