James Cameron considera 'Avatar: O caminho da água' como o 'pior negócio da história do cinema'

Continuação da maior bilheteria da história do cinema, "Avatar: O caminho da água" precisará ter números semelhantes ao original para poder ser considerado um sucesso. O diretor, roteirista e produtor James Cameron classificou o novo longa como 'o pior negócio da história do cinema' em entrevista à GQ.

Novo Mick Jagger? Felipe Neto brinca com fama de pé frio após torcer para Argentina e Alemanha

Ice Cube: Rapper perde papel com cachê de US$ 9 milhões por recusar vacina contra Covid-19

O cineasta apontou que "Avatar 2" foi tão caro que para ser considerado lucrativo precisará se tornar no mínimo a quarta ou terceira maior bilheteria da história. No momento, "Star Wars: O despertar da força" ocupa o posto de quarta maior bilheteria do cinema, com um faturamento de US$2,07 bilhões.

Estima-se que o novo "Avatar" tenha custado entre US$ 350 e US$ 400 milhões, isso sem contar no valor gastado na divulgação do longa.

Uma boa notícia para Cameron é que hoje foi confirmado o lançamento de "O caminho da água" na China. O país foi responsável por 10% da bilheteria do primeiro filme. Nos últimos anos, a China tem dificultando a chegada de produções de Hollywood, sejo por protecionismo do mercado, seja por censura de obras com conteúdos considerados sensíveis pelo governo local.