Janelas despencam do sexto andar do prédio da Cedae após vendaval no Rio

O vendaval que atingiu o Rio nesta terça-feira provocou prejuízo à estrutura do prédio da Cedae, na Cidade Nova, na região central do Rio. A força do vento fez com que as janelas despencassem do penúltimo andar e caíssem na rua. Em imagens que circulam na internet, é possível ver os rastros de destruição: janelas com vidros quebrados e estilhaços no chão da calçada. Dois carros ficaram danificados. Apesar do perigo e do risco de acidentes, segundo a empresa, não houve feridos.

Rio tem risco de temporal até sábado; capital com previsão de calorão e chuva nesta quarta-feira

Homenagem: Parte da Radial Oeste agora é Avenida Rei Pelé

O prédio está alugado pela Cedae desde 2012. A tempestade também causou danos em salas que, sem as janelas, ficaram com o chão e móveis encharcados de água da chuva. Em algumas, parte do teto desabou e luminárias cederam, ficando penduradas.

O Alerta Rio, por meio do Centro de Operações, havia informado sobre a previsão de chuva forte, acompanhada de raios e rajadas de ventos por volta das 17h desta terça-feira. A cidade chegou a entrar em estágio de atenção, que é o terceiro nível em uma escala de cinco e significa que uma ou mais ocorrências já causam impacto e afetam a rotina de parte da população.

Valor salgado: Preço de guarda-sol tem variação de 300% em Copacabana e chega a custar R$ 80 no Posto 2

Em nota, a empresa informou que "as fortes chuvas que atingiram o Rio de Janeiro nesta terça-feira (3/1) causaram a queda de janelas do sexto andar da sede da Companhia, na Cidade Nova. Não houve feridos. O seguro foi acionado para realizar os reparos e fazer as vistorias necessárias. O imóvel pertence a um Fundo de Investimento Imobiliário, administrado pela Caixa Econômica Federal, que já foi notificado."