Janja lamenta morte de Gal Costa: 'Ela vai estar sempre nos nossos corações’

Janja Lula da Silva, mulher do presidente eleito, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), e futura primeira-dama do Brasil, lamentou a morte da cantora Gal Costa, nesta quarta-feira. Na sede do governo de transição, em Brasília, Janja desceu para falar com apoiadores de Lula e prestou solidariedade à família de Gal.

— Estou muito triste, soube agora há pouco da morte da Gal Costa, uma companheira que esteve com a gente aí nessa caminhada. A gente abraçou ela neste ano no show da Mangueira — afirmou.

'Minha irmã gaúcha': Gilberto Gil lamenta morte de Gal Costa; veja outros famosos

Gal Costa: relembre os maiores sucessos da cantora morta aos 77 anos

Gal Costa deixa filho: artista definia Gabriel como uma 'uma luz na minha vida'

Ela disse que desceu para falar com os militares porque precisava dar um abraço e sentir carinho, após saber da morte da cantora.

— É um momento de alegria de encontrar com vocês, mas também é um momento que eu estou muito triste. Queria deixar um abraço para a família da Gal. Para todo mundo. E conforto, porque ela vai estar sempre nos nossos corações e vamos repercutir a voz dela para sempre — disse.

A informação da morte de Gal Costa foi confirmada pela assessoria da cantora, mas a causa da morte não foi divulgada.

Gal Costa estava afastada dos palcos para se recuperar de uma cirurgia realizada em setembro para retirar um nódulo na fossa nasal direita. A cantora chegou a cancelar de última hora a participação que faria no festival Primavera Sound, em São Paulo, no último fim de semana. Segundo as recomendações médicas, ela deveria dar uma pausa nos shows até o fim de novembro.