Janja pede para ministra das Mulheres 'virar o jogo contra machismo'

Cida Gonçalves, que tomou posse hoje, afirmou que a pasta garantirá os direitos das mulheres

A primeira-dama, Janja (Foto: MAURO PIMENTEL/AFP via Getty Images)
A primeira-dama, Janja (Foto: MAURO PIMENTEL/AFP via Getty Images)
  • Janja enviou uma carta à ministra das Mulheres, Cida Gonçalves;

  • Ministra, que tomou posse hoje, afirmou que pasta garantirá os direitos das mulheres;

  • Primeira-dama não participou do evento porque acompanhou Lula no funeral do Pelé.

A primeira-dama, Janja, enviou nesta terça-feira (3) uma carta para a ministra das Mulheres, Cida Gonçalves, pedindo para “virar o jogo contra o machismo e a misoginia”.

A ministra recebeu o documento durante sua cerimônia de posse, no CCBB (Centro Cultura Banco do Brasil), em Brasília. O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) criou a pasta após desmembrar o extinto Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos.

"O seu trabalho, Cida, será como de uma capitã, nos guiando para virarmos o jogo contra o machismo e a misoginia", diz trecho da carta.

Janja não participou do evento, pois viajou com Lula na manhã de hoje para o funeral de Pelé, em Santos.

Em seu discurso de posse, Cida declarou:

“Este será o Ministério de todas as mulheres. As que votaram e as que não votaram conosco. E das diversas mulheres que compõem a nossa sociedade. Negras, brancas, indígenas, LGBTQIA+, as do campo, da cidade e das águas. Será um Ministério de todas, e com um norte muito definido. Faremos a defesa radical da garantia dos direitos das mulheres”.

Como estão sendo os primeiros dias do governo Lula?