Janot critica encontro entre Temer e Cármen Lúcia: 'perplexidade'

Foto: Beto Barata/PR

O ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot usou as redes sociais para criticar a presidente do Supremo Tribunal Federal, ministra Cármen Lúcia, e o presidente Michel Temer após um encontro dos dois na casa da ministra, em Brasília.

“Causa perplexidade que assuntos republicanos de tamanha importância sejam tratados em convescotes matutinos ou vespertinos”, escreveu ele no Twitter, ao destacar uma matéria sobre o encontro.


A reunião foi marcada por Temer com o objetivo oficial de discutir a segurança pública, especificamente a intervenção federal no Rio de Janeiro, e a situação dos presídios brasileiros.

No entanto, o encontro foi mais uma oportunidade para que o presidente apresentasse uma defesa contra a inclusão de seu nome no inquérito que apura suspeitas de repasses de propina da Odebrecht para campanhas eleitorais do PMDB em troca de favorecimento à empresa.

No último dia 5 de março, o ministro do STF Luis Roberto Barroso determinou a quebra do sigilo bancário de Temer na investigação de supostos crimes na edição de um decreto do setor portuário. Essa foi a primeira vez que um presidente da República tem os seus dados financeiros abertos por decisão judicial no exercício do mandato.

Na semana passada, o presidente enviou uma carta à procuradora-geral da República, Raquel Dodge, com artigos contrários à investigação de presidentes por fato estranho ao mandato.